”“Não compartilho meus pensamentos achando que vou mudar a cabeça de pessoas que pensam diferentemente. Compartilho meus pensamentos para mostrar às pessoas que já pensam como eu, que elas não estão sozinhas.” (autor não identificado)

terça-feira, 10 de maio de 2016

Sabedoria popular

As frases de pára-choques ou "lameiras" de caminhões há muito pertencem ao folclore brasileiro, o que se justifica por possuírem os quatro principais indicativos ordenadores de um evento folclórico: aceitação coletiva, tradicionalidade, dinamicidade e funcionalidade. 
O autor pioneiro, possuidor do veículo de transporte, intuiu sua ambivalência: possuía também um veículo de comunicação. Daí a escrever e expor sua mensagem foi só o tempo de conseguir tinta e pincel.

As mensagens, não obstante sua origem nas camadas populares, têm o significante perfeito, mesmo quando se apresenta chulo ou fazendo uso de licenciosidades como: o número 20 sendo empregado no lugar de “vim te ...” ou o 70 substituindo “se tenta ...”.

Postada no blog Amo Caminhões, uma foto mostra uma dessas frases (VOTE nas PUTAS... PORQUE NOS FILHOS NÃO DEU CERTO*), estampada na "lameira" do caminhão placa BYC-3184, que traduz de forma simples, clara e concisa o sentimento de indignação da sociedade, diante do estado de deterioração das instituições políticas e da própria classe política, que, convenhamos, nunca foi lá essas coisas. Provavelmente o autor da frase não é um estudioso da política, mas é sensível aos acontecimentos e através da sua mensagem repercute o pensamento da sociedade.

Bertrand Arthur Willian Russell, nunca viveu no Brasil, nunca possuiu um caminhão, tampouco dirigiu um. No entanto o Nobel de Literatura de 1950, nos deixou um pensamento que mesmo nascido em outro contexto, por sua universalidade, expressa em sua essência o mesmo sentimento do anônimo caminhoneiro brasileiro.

“Por que cometer erros antigos se há tantos erros novos a escolher?”

Também a sabedoria chinesa nos lega um pensamento de autor desconhecido, talvez milenar, que da mesma forma que o do galês, está em consonância com a mensagem que se lê na foto.

“Se uma pessoa te enganar ela merece uma surra, se esta mesma pessoa voltar a te enganar quem merece a surra é tu”

Nas últimas eleições nossos olhos e ouvidos ficaram fechados e nossos cérebros permaneceram entorpecidos. Para as que virão, é bom que fiquemos atentos às manifestações populares; elas são sábias.

* Na frase pintada na lameira a letra R aparece de forma invertida. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário